A nuvem e a crise



Direcionamento de carreira!


Evento_Azure

Estranho o título eu sei mas a verdade é que, quero chamar a atenção de vocês para a solução de um problema que nossas empresas enfrentam hoje. Custo.

A crise é que nem aquele seu parente chato, chegou do nada e não sabe quando vai embora. Então como manter nossas empresas saudáveis em um ambiente tão ruim para os negócios? Continue lendo o artigo que lhe mostrarei o caminho!

TI pode ser o caminho da prosperidade de sua empresa

Pare um momento para analisar os grandes casos de sucesso de empresas que estão prosperando muito recentemente. O que elas tem comum?

Tecnologia!

Todas, de alguma forma, usam TI como parte de sua estratégia de negócios e não como um simples centro de custo.

A Netflix não é uma empresa de tecnologia, ela é uma locadora virtual. Porém, ela usa a tecnologia da informação melhor que muitas empresas de tecnologia. Ela adotou a computação em nuvem como sua estratégia para alinhar seus custos com o crescimento da empresa.

Para citar um exemplo brasileiro, tem a Samba Tech, que é uma empresa especializada em soluções de vídeo para o mercado corporativo, ou como eles gostam de dizer, um Youtube para empresas. Também é outra que usa a computação em nuvem em seu favor e consegue obter um crescimento considerável mesmo na crise que o Brasil está. Inclusive sugiro este artigo do Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech, sobre as ferramentas que a empresa utiliza.

Vou dar um exemplo prático do que aconteceu comigo na Infobusiness.

Há algum tempo, uma startup americana de software para backup nos procurou para começar a desenvolver no mercado brasileiro, a oferta de backup Off-site.

Nós venderíamos não o software, mas sim a infraestrutura de servidores e storage, para que as empresas replicassem seus backups para nossa infraestrutura.

A empresa era desconhecida, então precisaríamos fazer um teste antes. Compramos um servidor que custou na época uns R$ 7.000,00, para servir de laboratório de testes.

O resumo da história é que não rolou. O produto era ruim e não funcionava direito.

O que aconteceu com o nosso investimento de R$ 7.000,00? Jogamos no lixo, pois não precisávamos mais daquele servidor.

Porque estou mostrando este exemplo de fracasso? Porque, se tivéssemos usado um fornecedor de nuvem, não teríamos perdido dinheiro nenhum.

Olhe agora para sua empresa. Faça uma análise sincera dos seus investimentos recentes em TI. Eles realmente fazem sentido para o tamanho de sua empresa?

Vejo empresas com 50 funcionários gastando uma fortuna com licenças de VMware, SQL Server, Windows Server. Investindo em servidores enormes, storage e backup.

Isso não faz sentido hoje em dia. Sabe por quê?  Porque a sua empresa precisa fazer mais com menos!

Um projeto desses como exemplifiquei acima, as vezes demora mais de 40 dias para ser entregue. É uma loucura no mercado de hoje.

Você, meu caro profissional de TI, é a pessoa responsável por essa transformação que precisa acontecer em nossas empresas.

A Computação em Nuvem é fundamental para a transformação de nossas empresas

Em alguns setores o conceito de nuvem já está estabelecido e não há mais questionamentos.

Por exemplo, não vejo mais nenhuma empresa comprando o Office tradicional. A grande maioria dos clientes da Infobusiness compram o Office através do Office 365.

Essas empresas entenderam que a conta não fecha. Não faz sentido gastar por um software que nunca é seu. Que é preciso atualiza-lo com frequência. É melhor pagar um pequeno valor por mês ou por ano e tê-lo como um serviço que pode crescer ou diminuir de acordo com o tamanho da empresa.

Já na parte de infraestrutura de TI eu não vejo essa mudança. Isso ocorre por puro preconceito, como já ocorreu no passado com o Office.

Temos hoje dois grandes players de IaaS bem maduros. Temos o AWS da Amazon e o Azure da Microsoft.

Falando especificamente de Azure, que é o produto que domino, você pode reduzir os custos de sua infraestrutura de forma substancial migrando seus workloads para lá.

Vamos a um exemplo prático

Um cliente recentemente nos procurou para licenciar um host de virtualização com SQL Server 2016. Eu até já escrevi um artigo sobre licenciamento do SQL Server 2016 em nosso blog.

A necessidade desse cliente era poder criar quantas máquinas virtuais com SQL Server quisesse sem se preocupar com licenciamento. Conforme falei no artigo acima, para este cenário ele tem que optar pelo licenciamento do SQL Server por Core, com Software Assurance, considerando todos os Cores de todos os processadores do host em questão. Só assim qualquer máquina virtual que ele criar estaria licenciada.

O host dele possui 02 processadores com 08 Cores cada. Como cada licença por Core do SQL Server 2016 licencia 02 Cores, ele precisaria comprar 08 licenças do SQL Server 2016 com SA. Sabe quanto isso custaria para empresa na tabela da Microsoft desse mês ?

 US$ 57.000 !!!

Agora vamos da uma olhada no Azure. Existem duas formas de consumir SQL Server no Azure.

Ou você cria uma máquina virtual de Windows Server com SQL Server ou você contrata o Azure SQL Server, que é um SQL Server como serviço.

Na primeira opção, uma máquina virtual com o SQL Server Web, com 07 GB de memória e disco de 120GB, no Brasil, sai por volta de US$ 289,00 por mês. Você pode ver os preços clicando aqui.

Já no Azure SQL Server, o preço começa em US$ 186,00 por mês.

Percebe a diferença?

Com o Azure é possível já ter o ambiente que a sua empresa precisa sem descapitalizar a sua empresa.

Como começar a transformação

Para toda a mudança é preciso o primeiro passo. Por isso eu organizei um evento em conjunto com a SND, que é nosso parceiro para comercialização de contratos do Azure.

O evento terá como temática “Conheça o Azure na prática” e será ministrado pelo MVP da Microsoft, Alvaro Rezende.

Webinar sobre Azure

Eduardo Passos

Diretor e sócio proprietário da Infobusiness Informática. Mais de 10 anos de experiência no mercado de TI e nerd convicto.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedIn